29 de out de 2009

A televisão e os Evangelicos

É incrível o poder de manipulação que a mídia têm, principalmente a televisão, ela faz com que um país seja patriota somente quando um grupo de pessoas correm atrás de uma bola, alça bandeiras e tudo mais, porém no dia da independência do país não se vê uma bandeira senão no centros das cidades nos desfiles, no carnaval tudo é festa, enquanto o país está em um colapso total na saúde, educação, e outras coisas mais. Sem falar nos políticos de nossa federação...

A mídia, na sua atividade efetiva teria que ser imparcial, despertando na sociedade um senso crítico político em beneficio de todos, porém não é isso que acontece, ao contrário ele cega as pessoas, torna-as ignorantes, alheias.

Gostei muito de um artigo que encontrei no site apologético http://www.cacp.org.br que realça como essa maquina alienadora que é a tv busca seus meios para seus benefícios próprios e de seus aliados.


Por que a Globo está divulgando série de reportagens positivas sobre os evangélicos?

Esta é a pergunta que todos os evangélicos deveriam estar fazendo, com profundo senso crítico e em oração, diante da recente série de reportagens a respeito da ação social dos evangélicos no Jornal Nacional, e de texto da edição de aniversário da Revista Época, também
de propriedade do grupo, sobre o crescimento da igreja e as consequências (também positivas) para a sociedade. A resposta certa, nenhum de nós pode dar de forma absoluta. As razões do coração de donos e editores dos veículos só eles guardam na sua intimidade. Mas algumas possibilidades devem ser relacionadas.

Veja uma das reportagens do Jornal Nacional, exibida em 28/5, que destaca o trabalho com crianças do Ministério Reame - Resgate e Ame, realizado com o apoio, entre outros, da Igreja Batista.

Apesar do fato de a repercussão, independentemente dos motivos da edição, serem muito favoráveis à igreja, com aumento da simpatia da opinião pública, mais crescimento numérico e até recursos para projetos sociais, é preciso que os líderes evangélicos fujam da tentação do deslumbramento com os 15 minutos de fama e aparente simpatia da Globo, até porque não se deve esquecer que esta mesma mídia até bem pouco tempo, às vezes com razão, outras nem tanto, enxovalhou a imagem da igreja evangélica sem dó nem piedade.

Por exemplo, seria ingênuo não pensar na possibilidade de existir por trás desta iniciativa, agora favorável, interesses políticos, comerciais, ou aqueles relacionados à perda de audiência. Outra possibilidade é que o crescimento surpreendente do número de fiéis evangélicos esteja gerando consequências não favoráveis para a empresa em questão e sua disputa com outras emissoras concorrentes, especialmente a que está ligada à Igreja Universal.

Outro fator importante a ressaltar, é o início da corrida para as eleições para presidente e governadores em 2010. E o fato do apoio dos evangélicos ser cada vez mais ambicionado pelas forças políticas, inclusive as financiadas por anunciantes da própria Globo.

Mas a hipótese de motivo das reportagens que desejaríamos seria a de uma decisão livre de reunião de pauta e de reconhecimento sincero do trabalho dos evangélicos pelos editores do jornal. Afinal de contas, foi para isso que, ao longo de muitos meses de trabalho, enviamos, como agência cristã de notícias, a dezenas de jornalistas daquela emissora informações que demonstram o lado outrora pouco divulgado pela mídia não evangélica.

Fonte: Soma/Notícias Cristãs



" A televisão é um bom educador,
Quando ligam ela, vou pro meu quarto ler um livro
"

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Copyleft 2008-2011 Alerta Jovem
© Outros autores
Mais ZoomMenos Zoom

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO