3 de mai de 2009

Dep. Evangelismo


__________________________________________________________________


video


  • David Brainerd:

"Declaro, agora, que estou morrendo, que não teria gasto minha vida de outro modo, ainda que em troca do mundo inteiro."

  • Adoniran Judson:

"Muitos crentes consagrados jamais atingirão os campos missionários com os seus próprios pés, mas poderãoalcançá-los com os seus joelhos."

  • "Somente é evangélica a igreja que evangeliza."

  • Dawith L. Moody:

"Ganhar almas para Cristo é o meu negócio."

  • David Brainerd:

"Declaro, agora, que estou morrendo, que não teria gasto minha vida de outro modo, ainda que em troca do mundo inteiro."


Viajando nos meus joelhos
"Viajando nos meus joelhos, na noite passada, eu fiz uma jornada para atravessar a terra e os mares.Não fui por navio e nem por avião.Eu viajei nos meus joelhos.Eu vi muitas pessoas escravizadas pelo pecado.Jesus pediu-me para que eu fosse, pois havia almas para serem salvas.Mas eu disse:"Jesus, eu não posso atravessar a terra e os mares"Ele, então, respondeu-me, rapidamente:"Sim, você pode ir, viajando nos seus joelhos."Ele me disse:"Enquanto você ora, eu atenderei a necessidade deles.Você clama e eu responderei."É bom estar interessado em salvar almas, as que estão perto e as que estão longe.E assim eu fiz.Ajoelhei-me em oração.Desisti de algumas horas de lazer e com o Salvador ao meu lado, viajei nos meus joelhos.À medida que orava, vi almas sendo salvas e pessoas perdidas sendo transformadas.Eu vi a força dos obreiros de Deus sendo renovada, enquanto eles trabalhavam no campo.Então, eu disse:"Sim, Senhor, eu farei a tua obra.Eu quero agradar o teu coração.Eu ouvirei o teu chamado e imediatamente irei.""Viajando nos meus joelhos."" (Jornal Aleluia - Agosto/2005)
Quem é o responsável?
Conta-se que numa aldeia, cortada por um rio turbulento, surgiu um alvoroço. "Socorro um menino está morrendo no rio!..."As mães correndo em direção à voz, cheias de temores, pensavam:"Será meu filho?"Um rapaz, ótimo nadador, amarrou a corda na cintura e jogando a outra extremidade em direção a multidão, gritou:"Vou buscá-lo. Segurem a corda"Mergulhando nas águas revoltas do rio, nadou em direção à criança, que já desaparecia levada pela correnteza.O povo observava apavorado.Quando, afinal, o jovem conseguiu agarrar a criança nos braços, houve um grande alivio por parte da multidão."Puxem a corda".Gritou o herói exausto.Para horror de todos, viram que ninguém havia segurado a corda.Cada um pensou que o outro iria fazê-lo.Resultado: duas vidas pereceram nas águas turbulentas daquele rio.Assim é o trabalho missionário: alguém precisa levar a salvação.O missionário pode se jogar neste rio turbulento e se expor a perigos e dificuldades, mas se não houver quem segure a corda, o resgate dos perdidos será muito difícil. Não importa se estamos dentro do rio, ou se estamos segurando a corda, importa que façamos bem aquilo que fomos chamados a fazer." ( .juvep.com.br)
_____________________________________________________
______________________________________________________
Em breve mais conteúdos informativo relevante ao departamento de Evangelização, aguarde!!

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Copyleft 2008-2011 Alerta Jovem
© Outros autores
Mais ZoomMenos Zoom

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO